terça-feira, 25 de abril de 2017

Próxima estação: Corcovado

25/042017 - O Globo, 

Ancelmo Gois

A estação do trenzinho, no Cosme Velho, no Rio, erguida em 1884, vai passar por uma grande reforma. Para valorizar o prédio histórico, serão demolidas todas as construções que foram feitas no local e alteraram o projeto original, como banheiros, lojas e salão de eventos. É o fim dos puxadinhos. O projeto, desenvolvido pelo escritório AAA_Azevedo, acaba de ser aprovado pela Prefeitura e pelo Inepac e está orçado em R$ 9 milhões. A obra, que começa ainda neste ano, é uma exigência da ICMBio, do governo federal, e será bancada pela concessionária Trem do Corcovado. Com a reforma, a estação vai ganhar entrada pela lateral, de frente para a Praça São Judas Tadeu, e mais um andar, na parte de trás de terreno. Lá, ficarão bilheteria, banheiros, lojas... Maravilha!

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Trem do Corcovado terá bilhetes vendidos apenas com hora marcada

Mudança passará a valer a partir de 1º de julho
   
POR MILENA COPPI

17/05/2016 - O Globo

Venda dos bilhetes para o trem do Corcovado serão com hora marcada pela internet, quiosques, lotéricas e Correios - Márcia Foletto / Agência O Globo

RIO — Quem chega à estação do trem do Corcovado, localizado no Cosme Velho, na Zona Sul do Rio, não verá mais as filas enormes de visitantes para subir até o ponto turístico. A partir de 1º de julho, as bilheterias que funcionam no corcovado serão desativadas, e os bilhetes passarão a ser vendidos apenas com hora marcada através do site tremdocorcovado.rio, nos oito quiosques espalhados pela cidade, nas casas lotéricas, correios e pelo aplicativo de celular.

As vans oficiais do Parque Nacional da Tijuca, no entanto, continuarão a ser uma opção para os visitantes que não quiserem realizar o passeio de trem até o Cristo Redentor. Os bilhetes também são comprados com horário definido e são vendidos nas bilheterias das estações Paineiras, Largo do Machado e Copacabana, além do site tickets.paineirascorcovado.com.br.

Para o presidente do Trem do Corcovado, Sávio Neves, a iniciativa promete agilizar o serviço e diminuir o fluxo de pessoas no local.

— Não existirá mais bilhete sem hora marcada, isso evitará filas e desconforto aos visitantes. Mas, caso cheguem pessoas desavisadas na estação, haverá a opção de comprar em um dos oito totens eletrônicos espalhados no local — disse Neves, que prometeu novidades para o Trem do Corcovado até o fim de 2017:

— A estação passará por obras e o trem novo chegará da Suíça no ano que vem. Todas essas mudanças foram previstas na concessão e visam atender melhor aos visitantes.

Segundo o secretário estadual de Turismo, Nilo Sergio, a iniciativa ajudará ainda mais a consolidar o Corcovado como o ponto turístico mais visitado do Rio de Janeiro.

— Em 2015, recebemos cerca de 2 milhões de turistas estrangeiros e para as Olimpíadas esperamos receber 540 mil. Ordenar o serviço vai ajudar muito a deixar a cidade com uma boa imagem. Acho que os Jogos Rio 2016 ficarão marcados, vamos fazer as melhores Olimpíadas que o mundo já viu — falou o secretário em tom otimista.

O presidente do sindicato estadual dos guias de turismo, Marcelo Rezende, reiterou que o serviço facilitará a vida dos turistas e também o trabalho dos profissionais da área.

— Esperamos que a medida melhore, principalmente, o trabalho das agências brasileiras, que são as mais afetadas. Se tudo der certo, o serviço tem tudo para ser um sucesso — declarou.

De acordo com o diretor do Parque Nacional da Tijuca, Ernesto Castro, a medida também atenderá ao pedido dos vizinhos da área, que reclamavam da constante movimentação no bairro do Cosme Velho.

— Essa medida é resultado dos 132 anos de sucesso do trem do corcovado. Nosso objetivo é passar uma boa impressão da cidade e também atender à demanda dos vizinhos do Parque — afirmou.

SERVIÇO

Trem do Corcovado (http://tremdocorcovado.rio)

Horário de embarque: de 8h às 18h (durante as Olimpíadas, o trem fechará às 21h)

Valor do bilhete: R$56 (baixa temporada e dias de semana) e R$68 (alta temporada e finais de semana). Idosos maiores de 60 anos e crianças de 6 a 11 pagam meia entrada. Menores de 5 anos possuem gratuidade

Quiosques: Copacabana (Av. Atlântica, em frente à Rua Hilário de Gouveia), Leme (Av. Atlântica, em frente ao Hotel Windsor Atlântica), Shopping Rio Sul (1° Piso na entrada da Rua Lauro Muller), Entrada do Píer Mauá, Praia Vermelha (em frente à estação do Pão de Açúcar), Ipanema (Praça Nossa Senhora da Paz), Largo do Machado (Metrô) e Candelária

Vans oficiais do Parque Nacional da Tijuca (http://www.paineirascorcovado.com.br)

Horário de embarque: 8h às 16h

Valor do bilhete: A partir das Paineiras: R$26 (baixa temporada e dias de semana) e R$38 (alta temporada e finais de semana). Idosos maiores de 60 anos e crianças de 6 a 11 pagam meia entrada. Menores de 4 anos possuem gratuidade

A partir de Copacabana e Largo do Machado: R$53 (baixa temporada e dias de semana) e R$65 (alta temporada e finais de semana). Idosos maiores de 60 anos e crianças de 6 a 11 pagam meia entrada. Menores de 4 anos possuem gratuidade

Bilheterias: Paineiras (Estrada das Paineiras, ao lado do antigo Hotel Paineiras), Largo do Machado (Praça Largo do Machado) e Copacabana (Praça do Lido, Copacabana)

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/trem-do-corcovado-tera-bilhetes-vendidos-apenas-com-hora-marcada-19321950#ixzz490UjR9KT 
© 1996 - 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Novos trens vão melhorar serviço no Corcovado

 17/12/2015 – Jornal do Comércio – RS

O tradicional passeio no trenzinho do Corcovado terá novidades, como capacidade e velocidade maiores, quando entrar em operação a quarta geração de composições que servem aos turistas há mais de um século. Mas o esperado ar-condicionado não está incluído na mudança. A empresa Trem do Corcovado, que explora o serviço, assinou, na semana passada, contrato com a empresa suíça Stadler Rail Group para a fabricação de seis novas composições, que passarão a operar a linha a partir de 2018.

Assim como o modelo usado atualmente, em operação desde 1979, os novos trens entram em funcionamento também com seis vagões. Enquanto os trens atuais têm capacidade para transportar até 300 passageiros por hora, cobrindo a distância entre o Cosme Velho e o Corcovado em 20 minutos, os futuros poderão absorver até 612 passageiros por hora, completando o percurso em apenas 14 minutos.


segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Estrada de Ferro do Corcovado em 1895





Trens novos do Corcovado não vão ter ar-condicionado

 07/12/2015 - O Dia

Vão ser fabricadas seis novas composições, que passarão a operar a linha em 2018
   
POR LUIZ ERNESTO MAGALHÃES

Trens novos do Corcovado não vão ter ar-condicionado - Divulgação / Divulgação

RIO — O tradicional passeio no trenzinho do Corcovado terá novidades, como capacidade e velocidade maiores, quando entrar em operação a quarta geração de composições que servem aos turistas há mais de um século. Mas o esperado ar-condicionado não está incluído na mudança. A empresa Trem do Corcovado, que explora o serviço, assinou na última quarta-feira contrato com a empresa suíça Stadler Rail Group para a fabricação de seis novas composições, que passarão a operar a linha a partir de 2018.

PERCURSO EM 14 MINUTOS

Assim como o modelo usado atualmente, em operação desde 1979, os novos entram em funcionamento também com seis vagões. Enquanto os trens atuais têm capacidade para transportar até 300 passageiros por hora, cobrindo a distância entre o Cosme Velho e o Corcovado em 20 minutos, os futuros poderão absorver até 612 passageiros por hora, completando o percurso em apenas 14 minutos. Apesar de a queixa de muitos usuários que usam o serviço ser o forte calor, ainda não será desta vez que as cabines de passageiros terão ar-condicionado.

— Fizemos uma pesquisa entre os usuários. A maioria disse que não quer perder o contato mais próximo com a Floresta da Tijuca, o que não seria possível com cabines fechadas e refrigeradas. Mas teremos ventiladores e exaustores nas composições. Apenas as cabines dos condutores serão refrigeradas — disse o diretor da empresa Trem do Corcovado, Sávio Neves.

Sávio explicou que a renovação da frota faz parte de uma estratégia para incrementar o turismo no Corcovado, que inclui a reabertura do Hotel Paineiras, em 2016. Outra iniciativa é a reforma da estação das Paineiras — que só deve começar após as Olimpíadas. Os investimentos estão previstos desde o fim de 2014 pelo novo contrato de concessão da linha (referente aos próximos 20 anos), firmado entre a empresa, que anteriormente já explorava o serviço, e o Ministério do Meio Ambiente.

— Serão trens fabricados sob medida para a linha. A proposta é ampliar a oferta de serviços turísticos. Além dos novos trens, há a reforma da estação das Paineiras, que será um ponto para contemplar a paisagem do Rio. E também servir de estação reguladora, onde os visitantes poderão aguardar a subida até o Cristo se o monumento estiver lotado — explicou Sávio.

Os trens novos terão portas mais largas, para acesso de cadeiras de rodas, e um vagão especial para transporte de bicicletas, patinetes e skates.

A substituição das composições será gradual. Os quatro primeiros trens chegam ao Rio no fim de 2017 e iniciam a operação no primeiro semestre de 2018. Os outros dois entrarão nos trilhos antes do fim do ano. O investimento nas novas composições é de R$ 99 milhões. Deste total, 15% virão de recursos da empresa, e 85% serão financiados em 14 anos por instituições suíças.

Sávio Neves acrescentou que os trens em operação têm vida útil de 60 anos. Por isso, ainda teriam mais 20 anos de funcionamento. O problema, explicou o empresário, é que muitas peças não existem mais no mercado. Isso exige que alguns itens sejam fabricados sob medida, aumentando os custos de manutenção. Os suíços também fabricaram as três gerações anteriores de trens do serviço.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/trens-novos-do-corcovado-nao-vao-ter-ar-condicionado-18234062#ixzz3td017aXq 
© 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Trem do Corcovado critica proibição de venda de bilhetes


15/05/2013 - Jornal do Brasil

A diretoria do Trem do Corcovado criticou a posição da Prefeitura do Rio em relação ao decreto que proíbe a venda de bilhetes na estação Cosme Velho. Pela medida, que já era para ter entrado em vigor em 1º de maio, mas foi adiada graças a uma liminar, no próximo dia 21 os turistas deverão adquirir seus ingressos, com hora marcada, através do site do bondinho. A justificativa da prefeitura é a de que o excessivo fluxo de pessoas traz transtornos aos moradores do bairro e passantes da Rua Cosme Velho.

Para o diretor do Trem do Corcovado, Sávio Neves, a justificativa da prefeitura para proibir a venda na estação é “radical”.

 “Nós argumentamos que o espaço público deve ser cuidado  pela prefeitura. Não há nenhum argumento embasado na Constituição que diga que o poder público faça intervenção numa empresa privada para conseguir resolver um problema no espaço público. A justificativa de que a venda na bilheteria traz problemas no trânsito não existe, o que tem ali são táxis piratas, cambistas, flanelinhas”, afirma Neves.

Com a mudança na maneira de adquirir os bilhetes do Trem do Corcovado, que a partir do dia 21 de maio começarão a ser vendidos, exclusivamente, pela internet, Neves acredita que os turistas serão os mais prejudicados.

 “Em lugar nenhum do mundo existe venda para pontos turísticos somente pela internet. Essa novidade foi inventada pela prefeitura do Rio e não acredito que funcionará com eficiência, muitas pessoas não têm a cultura de comprar pela internet e muitos vão bater com a cara na porta da bilheteria fechada, gerando desconforto ao turista. As vendas pela internet representam apenas 10% dos bilhetes vendidos anualmente”, ressalta Neves.

A princípio, a venda será só pela internet, mas está em processo um acordo com a Caixa Econômica Federal para que os bilhetes possam ser adquiridos também nas loterias e correios.
 “Já assinamos o convênio, mas ainda vai demorar cerca de 60 dias para entrar em operação, pois não tivemos tempo de adaptar um sistema operacional que funcione com conforto e segurança”, explica o diretor do Trem do Corcovado.

Nova opção de transporte

Ao justificar a proibição da venda, o Secretário Municipal de Governo, Rodrigo Bethlem, afirma que o caso do Corcovado se difere de outros pontos turísticos do Rio de Janeiro.
 “O Cristo e o Trem do Corcovado têm um número muito grande de usuários. O bondinho pode levar, no máximo, 300 pessoas por hora. Muitos não conseguem embarcar e acabam vítimas dos transportes piratas. Vamos montar um forte esquema de fiscalização para coibir isso”, garante o secretário.

Segundo Bethlem, a prefeitura irá disponibilizar um novo serviço de vans já a partir do dia 21, quando termina a liminar: “Vamos fazer com que o nosso operador de vans licenciado, ao invés de fazer o trajeto Paineiras-Corcovado, faça o trajeto saindo do Largo do Machado diretamente ao Cristo, sem parar nas Paineiras. Assim, o acesso será mais fácil e confortável, pois o Largo do Machado é próximo ao Cosme Velho e tem metrô. Além disso, acabaremos com a confusão nas Paineiras”.

De acordo com o secretário, esse esquema de vans saindo do Largo do Machado poderá se expandir em breve para o Leblon. Bethlem, no entanto, ainda não sabe ao certo onde será o ponto, “mas possivelmente será na Praça Nossa Senhora Auxiliadora, próximo ao Clube do Flamengo”.

Segundo informações do diretor do Trem do Corcovado, Sávio Neves, mais de 2 milhões de pessoas vão ao Corcovado anualmente, somando os que vão de trem e van. De acordo com Neves, os picos são na Semana Santa, férias de verão e Carnaval, Corpus Christi e no feriado de Nossa Senhora da Aparecida, padroeira do Brasil.

JMJ: esquema especial

Nesta quarta-feira (15) começará a pré venda de ingressos para o esquema especial criado para a Jornada Mundial da Juventude, tanto para o Corcovado como para o Pão de Açúcar. Os dois maiores pontos turísticos do Rio funcionarão 24h de 17 de julho a 1º de agosto.

Em operação especial, as vendas dos bilhetes de ambos serão realizadas exclusivamente pela internet através dos sites www.ingressocomdesconto.com/rio2013, somente para o Corcovado. Já o endereço www.ingressorapido.com.br servirá para o Pão de Açúcar e para quem quiser optar subir ao Corcovado pelas Paineiras.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Trem do Corcovado receberá verba de R$ 64 milhões

17/08/2011 - Panrotas

O site do Trem do Corcovado foi revitalizado e passou a oferecer a venda de bilhetes on-line.


O Trem do Corcovado, no Rio de Janeiro, poderá receber investimento de R$ 64 milhões em quatro novos trens com capacidade para 120 passageiros cada. A novidade, que aguarda autorização da Secretaria de Patrimônio da União, reduziria o tempo de espera para conhecer o principal ponto turístico da cidade, o Cristo Redentor.

“Seria uma resolução para a operação do Corcovado. A concessão de operação atual é de cinco anos, mas esperamos com a implantação de melhorias elevar para 16 anos visando o retorno do investimento feito”, revela o diretor do Trem do Corcovado, Sávio Neves.

Ele ainda destacou outras novidades no local. Temos em paralelo um projeto de modernização que inclui a implantação de novas bilheterias similares aos balcões de check in de aeroportos e um estacionamento com 1,2 mil vagas próximo ao Corcovado”, completa. Atualmente o espaço opera com cinco bilheterias, três foram implantadas recentemente.

Bilhete on-line

Há sete anos ao valor de R$ 36, o ingresso para embarcar no trem do Corcovado que leva à estátua do Cristo Redentor será reajustado, passando a custar R$ 42. Para incentivar os cariocas a visitarem o ponto turístico, a partir das 18h é oferecido o desconto de 50%.

O site do Trem do Corcovado (www.corcovado.com.br) foi revitalizado e passou a oferecer a venda de bilhetes on-line. “Temos mais clientes do que assentos, o que é um problema bom por termos demanda, mas que deve ser resolvido”, disse o diretor do empreendimento, Sávio Neves.